LULA, PRESIDENTE! VENCEMOS!

Confira abaixo a nota da APRUMA, emitida por ocasião do resultado do segundo turno das eleições 2022.

LULA, PRESIDENTE! VENCEMOS!

Ontem, 30/10, o povo brasileiro optou pelo amor e esperança, pela união entre amigos e familiares, por reconstruir a humanidade dos escombros do fascismo.

Esta vitória se deu da aliança dos mais diversos setores da sociedade brasileira que defendem a democracia, a liberdade, frações da direta liberal e neoliberal, do agronegócio, de reformistas que pretendem retirar direitos dos trabalhadores, mas também do povo da periferia, nordestinos, mulheres, LGBTQIA+, negros, indígenas, religiosos, servidores públicos, sindicatos e movimentos sociais.

Entretanto, o congresso segue capturado pela direita e extrema-direita, por parlamentares que não medirão esforços para manter o orçamento secreto, alterar a constituição para retirar direitos do povo.

Com este amplo espectro, nossa classe trabalhadora precisa permanecer na luta, o presidente eleito terá muitos desafios, o maior deles talvez seja garantir políticas públicas que atenda aos interesses da maioria da população.

A APRUMA – Seção Sindical reafirma que foi necessário tomar as ruas e as urnas para livrar nosso país do fascismo da extrema-direita, do ódio e da divisão que nos mata.

Lula foi e segue sendo fundamental na tarefa de reconstruir nosso país, mas cabe a cada brasileiro e cada brasileira, cada trabalhador e trabalhadora seguir na luta para acabar com a fome, a pobreza e as desigualdades.

Quem elegeu Lula foi o povo nordestino, da periferia, os pretos, indígenas, pobres, homens e mulheres que sonham com um país justo, agora é garantir sua posse e participar das lutas para efetivar e fortalecer as políticas públicas, os servidores e serviços públicos, garantir recursos para a educação e a saúde do povo, com hospitais, escolas e universidades públicas com servidores concursados e estáveis, e salários e aposentadorias dignas.

Seguimos na defesa dos trabalhadores e trabalhadoras, das frações mais empobrecidas e destituídas de direitos.

Nos mantemos contra as reformas que retiram direitos, como a EC 95, as reformas da previdência, trabalhista e administrativa.

Viva a democracia, viva a luta, viva a classe trabalhadora!

Fascismo nunca mais!

São Luís, 31 de outubro de 2022

Diretoria da APRUMA – Seção Sindical

Gestão 2022-2024

 

Nota APRUMA 10 2022 – Lula presidente