Estatuto da UFMA: Mais um Departamento Acadêmico rejeita proposta da Reitoria

Reunido na tarde desta quarta-feira, 23 de junho, o Departamento de Biblioteconomia da UFMA também deliberou, por unanimidade, rejeitar a proposta de alteração estatutária da Universidade que vem sendo defendida pela Administração Superior.Assim, a Biblioteconomia se junta à Educação Física, à Medicina III, à Comunicação Social, à Enfermagem, além dos colegiados do Campus Pinheiro, em defesa da democracia e demais princípios da Universidade Pública.

Entre as justificativas para a negação da proposta, estão:

  • o momento inoportuno em que ela vem sendo apresentada, em meio à pandemia e às lidas com atividades acadêmicas remotas, o que impossibilita a discussão necessária a esse tema;
  • a forma defendida pela Universidade, que também impõe sérios entraves a uma alteração de fundo, como proposta pela Administração (vem sendo apontado pelas unidades que negam a atual proposta que o método adequado seria o de uma Estatuinte que garanta participação efetiva, e não meramente formal, de todos os segmentos da UFMA – diferente da coordenação do processo por um Comitê criado pela Administração);
  • e também seu conteúdo, que fragiliza o espírito público da principal Universidade do Maranhão: sob a justificativa de atualização de termos, é retirado da definição da UFMA que ela é uma instituição de direito público; bem como abre portas para o autoritarismo na gestão da Universidade – entre as mudanças, é proposto que decisões tomadas de forma colegiada até mesmo pelos Conselhos Superiores da UFMA poderão ser reformadas pela Reitoria – algo inédito nas universidades públicas brasileiras.

A Apruma vem pautando e acompanhando esta discussão, já tendo convidado por diversas vezes a Administração Superior a debater o assunto junto à comunidade.

Na última Reunião Ampliada feita pelo Sindicato com representantes de todos os segmentos da UFMA, a Reitoria não enviou ninguém para defender sua proposta, mesmo tendo sido convidada.