Andes: “Não é possível esperar um dia a mais: Fora Bolsonaro e Mourão! Vacina Pública e Gratuita e Lockdown já!”

Nesta terça-feira, 2 de março, o país registrou seu 41º dia com média diária de mortes por Covid19 acima de mil vítimas, em seu pior momento até aqui: foram, segundo o Consórcio de Veículos de Imprensa, 1.726 mortes em 24 horas.

Desde o último sábado, 27 de fevereiro, o Andes Sindicato Nacional vem aumentando a pressão que já vinha exercendo para que sejam tomadas medidas efetivas que possam reverter a situação, classificado hoje pela imprensa como fora de controle.

Para o Sindicato, o que vivemos atualmente é fruto de uma política genocida, que não atingiu o que se apregoava pelo governo como capaz de atingir imunidade de rebanho, mas que, ao contrário, potencializou o surgimento de variantes, pondo em risco inclusive todo o esforço mundial para controle do coronavírus.

O Andes-SN também aponta que as medidas de mitigação postas em prática por governos locais são insuficientes ante a necessidade de se ter uma política de contenção efetiva, possível apenas com uma ação coordenada nacionalmente. A seguir nesse compasso, aponta, levaremos DOIS ANOS para imunizar apenas os segmentos listados como prioritários no Plano Nacional de Imunização. Para reverter isso, é necessário que o ritmo de vacinação seja mais rápido que o de contágio – o que não é possível de acontecer sob o comando de um governo negacionista. Também é preciso combater o que o Sindicato classifica como absurdo, como, por exemplo, a retomada presencial de atividades escolares, que tem vitimado um número incontável de professores e professoras, mesmo em escolas particulares, que se arvoram como mais preparadas para seguir protocolos de biossegurança.

Diante disso, é necessário um conjunto de medidas efetivas que ataque a situação, NÃO SENDO POSSÍVEL SEGUIR NEM MAIS UM DIA NA ATUAL SITUAÇÃO.

Dessa forma, o Andes-SN conclama a todos e todas a lutarmos por um lockdown rigoroso nacionalmente. Para tanto, é necessário, também, manter Renda Emergencial que possibilite às famílias cumprirem tal medida.

Confira a Nota do Sindicato, na íntegra, AQUI.

O Andes, a Apruma e as demais Seções Sindicais estão disponibilizando material a ser compartilhado em redes e grupos como forma de que todos e todas possam participar da pressão por tais medidas. Confira a seguir (e também nas redes da APRUMA e do Andes) e compartilhe.

Fora Bolsonaro e Mourão!

Vacina Pública e Gratuita para todo(a)s!

Lockdown já!