Consun UFMA aprova Moção para criação de nova Universidade Federal no Maranhão; Apruma aponta necessidade de amplo debate sobre o tema

A Sessão do Conselho Superior da Universidade Federal do Maranhão (Consun) realizada na manhã desta quinta-feira, 24 de setembro, aprovou, com duas abstenções, moção a ser encaminhada ao Ministério da Educação em apoio à criação de uma nova universidade federal no Estado, a partir do desmembramento dos campi da UFMA nas cidades de Imperatriz, Balsas e Grajaú.

Durante a Sessão, relata a professora Cacilda Cavalcanti, vice-presidente da Apruma, que esteve acompanhando a reunião do Consun, boa parte das falas foi favorável à criação da nova IFES (instituição federal de ensino superior), mas houve também quem chamou atenção, de forma crítica, ao modo como está sendo tratado este processo. “Ao tempo que não se vota contra a criação de uma universidade, também não se pode concordar com a forma açodada e sem transparência como este assunto vem sendo tratado, sem ampla discussão com a comunidade acadêmica”, avaliou Cacilda.

Representação da Apruma no Consun pede abertura das discussões

Uma das abstenções na votação da Moção de apoio à criação da nova universidade foi da professora Sirliane Paiva, atual representante da Apruma nos Conselhos Superiores da UFMA. A intenção foi justamente para que se pudesse fazer a declaração do voto, que seguiu a análise feita pela vice-presidente do Sindicato, exposta acima.

Para a Apruma, é preciso haver amplo debate tanto com a comunidade acadêmica quanto com a sociedade sobre um assunto de tamanha importância.

O senador Roberto Rocha, autodeclarado “voz de Bolsonaro no Maranhão”, que classifica o atual reitor da UFMA como seu “forte aliado”, também se diz mentor da ideia da nova IFES, nomeada por ele, em dezembro de 2019, de “Ufama” – o mesmo nome que consta como forma sugestiva, ou preliminar, na Moção do Consun a ser enviada ao ministro da Educação. Para a Apruma, essas relações reforçam ainda mais a necessidade de um amplo e transparente debate sobre o assunto, a fim de saber, também, quais os reais interesses contidos na proposta.

Apruma deverá iniciar rodada de discussões sobre o assunto

“Tão importante quanto uma nova universidade federal no nosso Estado, é ter a garantia que a instituição terá autonomia, espaços democráticos, valorização dos servidores e um planejamento que atenda as frações mais vulneráveis da nossa sociedade, servindo para diminuir as desigualdades tão severas. Então, na ausência de iniciativa da Administração Superior para abrir as discussões sobre a proposta de criação da IFES, a Apruma convocará Reunião Plenária sobre este tema de tão grande importância e que deve ser debatido por toda a comunidade acadêmica”, anuncia o professor Bartolomeu Mendonça presidente da Seção Sindical.

Além de Plenária Docente, a Apruma também deverá chamar estudantes e servidores para uma série de debates sobre o assunto, que diz respeito de modo direto à Universidade.

A Direção da Apruma construirá o calendário desses eventos, que deverá ser amplamente divulgado para toda a comunidade universitária.