I Encontro Virtual Docente é bem avaliado pela base da Apruma

Aconteceu nesta segunda-feira, 11 de maio, o I Encontro Docente via Plataforma Digital, realizado pela Apruma através do Google Meet do Andes-SN.

O encontro foi a concretização do plano de trabalho da Diretoria, que vem estudando formas de diálogo remoto com a categoria desde que se instalou o isolamento social em razão da pandemia da Covid-19, como também atendeu a uma solicitação feita pela base.

A direção avalia ainda como realizar uma Assembleia Geral à distância que se adeque ao estatuto da Entidade, de forma que deliberações possam ser tomadas e encaminhadas, segundo informou o presidente Bartolomeu Mendonça.

O Encontro contou com a participação ativa de aproximadamente 80 docentes dos mais diversos campi, que discutiram a pauta, composta principalmente por uma avaliação dos impactos do distanciamento social em suas mais diversas esferas, como a saúde física, emocional e mental de docentes e demais servidores e seus familiares, até as tentativas da UFMA de instituir ensino à distancia em meio à pandemia.

Por solicitação da professora Leoneide Brito, membro do Conselho de Representantes da Apruma e também do Departamento de Biblioteconomia da UFMA, foi incluída a discussão sobre os ataques que o corpo docente de seu curso vêm sofrendo nas redes sociais, feitos por uma candidata que concorreu no último concurso para professor do Departamento que, embora tenha sido aprovada em primeiro lugar, não atendia às regras previstas em Edital.

Informes

O presidente da Apruma iniciou o encontro convidando a todos a saudarem a memória das vítimas da pandemia do Covid19.

Na sequência, seguindo a pauta, foram dados informes, com participação de vários docentes que comunicaram sobre acontecimentos que vêm se dando em meio à pandemia, ou a ela relacionados.

O professor Bartolomeu, por exemplo, relatou um pouco do que a Apruma e sua diretoria vêm realizando nesse período de distanciamento social, como o encaminhamento tomado em relação à tentativa de instituição de trabalho remoto para os docentes da Universidade (leia nota AQUI), as ações de solidariedade, como a distribuição de 400 protetores faciais aos trabalhadores de saúde em Imperatriz e na região metropolitana São Luís, as ações judiciais para garantia de direitos, como a manutenção dos auxílios e adicionais e também questionando a implementação de regras da reforma da Previdência, como o aumento da alíquota de contribuição. Lembrou ainda os esforços para realização de transmissões ao vivo de debates semanais e para realização de reuniões remotas, como a realizada pelo Conselho de Representantes.

A professora Denise Bessa, do Departamento de Psicologia, lembrou que um grupo de profissionais da área está atendendo remotamente durante o período de distanciamento social, como forma de contribuir com a população. A lista será disponibilizada pelo site da Apruma.

A professoras Sirliane Paiva lembrou que estamos no Ano Internacional da Enfermagem, cujos trabalhadores também compõem a linha de frente da resistência ao novo coronavírus, o que faz com que a efeméride tenha ainda mais relevância. Neste 12 de Maio celebra-se o Dia do Trabalhador da Enfermagem, que vem sendo lembrado com reverência pelas demais categorias.

Sobre a tentativa de retorno remoto das aulas, o professor John Kennedy, do Departamento de Sociologia e Antropologia, enfatizou a necessidade de discussão, enquanto o professor Micael Carvalho, secretário geral da Apruma e docente do Colégio Universitário, relatou a organização do movimento estudantil, que vem refutando essa tentativa que pode aprofundar as desigualdades no meio acadêmico.

O professor Flausino sugeriu a edição de uma revista sobre assuntos variados, que abordasse também cultura, poesia, literatura, entre outros assuntos. O professor Cláudio Mendonça lembrou a live do Andes-SN que aconteceria no dia seguinte, sobre o papel da arte na luta contra o fascismo, e que contaria, entre os participantes, com a fala do professor Micael, da base da Apruma. A transmissão do Andes-SN pode ser acompanhada clicando AQUI.

Cenários da pandemia

Para tratar de forma objetiva os assuntos que envolviam a questão, o professor Antonio Gonçalves, presidente do Andes-SN e base da Apruma, foi convidado a fazer uma fala introdutória, na qual abordou diversos aspectos do momento que atravessamos.

Ele fez um retrospecto de outras pandemias decorrentes de doenças virais enfrentadas pela humanidade em tempos recentes, como a SARS, H1N1, e, agora, o novo coronavírus. Uma característica que dificulta a produção de vacinas é a rápida mutação por que passam esses vírus.

Outro ponto destacado que contribuem com o aparecimento das doenças provocadas por esses agentes, destacou Antonio, são as intervenções humanas na Natureza e o modo de produção capitalista, que devora o maio ambiente e avança sobre populações tradicionais.

No caso do novo coronavírus, seu potencial de destruição é agravado pela alta transmissibilidade e também letalidade. Ele reforça o alerta: “ninguém está seguro”. Sobre o sistema de saúde, lembra que ele já era sobrecarregado,  e a pandemia se soma a uma situação que já era bastante crítica.

Antonio também ressalta que em algum momento a convivência terá de ser retomada. O que dificulta o controle da situação no momento é a pouca testagem que vem sendo feita, o que inibe ter elementos sobre a circulação do coronavírus. “Não estamos testando. Tem muita gente morrendo sem assistência. Passamos por uma crise sanitária e funerária. Sobre o retorno, temos que nos certificar que serão tomados os cuidados necessários”, disse, apontando também para os recortes de raça, classe e gênero da pandemia. Em São Paulo, por exemplo, a letalidade é muito mais alta na periferia, citou.

O presidente do Andes Sindicato Nacional reforçou a necessidade de defesa da vida neste momento, bem como a de se manter a mobilização mesmo nestas circunstâncias, com as características que a situação impõe. “Quando temos que cobrar mais auxílio do Estado, o que vêm são os ataques da agenda neoliberal”. Nessa disputa, ele destacou o processo legislativo, com as Casas do Congresso agilizando a aprovação de medidas que retiram direitos mesmo em meio à pandemia.

Discussões

A partir disse estímulo, os professores e professoras se pronunciaram sobre diversas questões envolvidas. Entre as unanimidades, a impossibilidade de retorno remoto das atividades em meio à pandemia, dados inúmeros fatores, desde a situação psicológica de toda a comunidade acadêmica, à falta de estrutura de considerável parte do alunado para receber aulas e demais atividades à distância.

Todos os que se pronunciaram colocaram que esses elementos não podem ser facilmente desconsiderados pela Administração Superior da Universidade.

Para o professor Ulisses Nascimento, por exemplo, o retorno às aulas de forma remota é dado como certo pela UFMA, mas a Administração tem de levar em conta a posição dos professores. Para ele, antes desse retorno, há a necessidade de que sejam retomadas as atividades dos Conselhos Superiores.

Membros da diretoria da Apruma também falaram sobre a tentativa que a entidade vêm empreendendo de reconhecimento sobre a forma como o coronavírus vem atingindo os docentes e seus familiares. Já vem sendo feita uma consulta, por telefone, que se iniciou com os aposentados, que têm recebido ligações da Secretaria da entidade, colocando-se à disposição para ouvir de casos na família e assim se tenha um levantamento inicial que dê bases a ações de solidariedade nesses casos. Também foi relatada certa dificuldade na obtenção dos dados – para os professores que quiserem contribuir com a montagem desse quadro, que estejam na ativa ou já aposentados, podem comunicar casos na família também através do site, indo na opção FALE COM, no menu superior.

Biblioteconomia

Os participantes do Encontro também foram unânimes em expressar sua solidariedade ao corpo docente do curso de Biblioteconomia, que vem sendo atacado nas redes sociais por uma candidata ao ingresso.

Foi explicado, com a ajuda de professoras do Departamento presentes ao Encontro que, no último concurso, a candidata não preencheu o pré-requisito de doutoramento nas áreas afins determinadas por Edital. Como já tendo sido professora substituta do Departamento, ela solicitou assessoria jurídica da Apruma para garantir sua posse, já que prosseguiu no certame por previsão legal, mesmo não atendendo aos requisitos previstos no edital que regia o concurso; a diretoria de então, fazendo valer os princípios da solidariedade de classe, concedeu o auxílio jurídico.

Ato contínuo, a concorrente passou a atacar professoras do Departamento nas redes, que por sua vez procuraram apoio jurídico em seu sindicato para representar contra esses ataques.

O presidente da Apruma destacou que os ataques foram posteriores ao socorro jurídico do sindicato à ex-professora, e que a entidade jamais, em tempo algum, corroboraria com tais atitudes. Foi anunciado que a Seção Sindical está finalizando sua manifestação pública de repúdio aos ataques e de solidariedade às professoras, bem como estudando os meios legais para abrir mão de qualquer representação à pessoa envolvida nesses ataques. Deve ocorrer ainda reunião entre a Apruma e o Departamento de Biblioteconomia para discutir que outras ações podem ser tomadas nesse caso com o apoio do Sindicato.

Ao final do I Encontro de Docentes por meio virtual realizado pela Apruma, diversos participantes elogiaram tanto a realização do evento quanto a forma como ele foi conduzido, dizendo também esperar que logo os obstáculos jurídicos para a realização de uma Assembleia nesses moldes possam ser afastados e assim a categoria seguir deliberando suas ações na defesa dos trabalhadores, mesmo em tempos de coronavírus.

Ao final, como sugerido pelo professor Alcântara Júnior, foi feito um minuto de silêncio em memória aos docentes, estudantes, técnicos e terceirizados, bem como aos seus familiares que tenham sido vitimados pela pandemia.

Além dos presentes, a Diretoria da Apruma também expressou sua satisfação com o I Encontro, e aproveitou para conclamar a todos e todas a seguirem acompanhando ações semelhantes que devem ser convocadas, as quais saem fortalecidas com a participação efetiva da base.