Reitor da UFMA desrespeita resultado da Consulta Prévia e nomeia terceiro colocado para Vice-reitoria

Confira Nota da Apruma sobre a situação:

 

APRUMA – NOTA

 

 

A APRUMA – Seção Sindical do Andes-SN – vem MANIFESTAR SEU REPÚDIO AO desrespeito do Reitor Natalino Salgado à vontade da Comunidade Universitária manifesta na última consulta para os cargos de Reitor e Vice.

Como já se pronunciou esta Seção Sindical, a Apruma, em Sessão do Conselho Universitário que discutiu a formação da Lista Tríplice a ser levada à presidência para nomeação do reitor, reafirmou a defesa histórica que faz dos princípios democráticos, ratificando, com o voto da sua representante, que fossem indicados os nomes mais votados – não apenas para o cargo de reitor, mas, em atenção à democracia e ao respeito à consulta efetuada junto à comunidade, também ao cargo de vice.

Nesta terça-feira (26), chegou ao conhecimento do Sindicato a nomeação, pelo reitor Natalino Salgado, do professor Marcos Fábio para a vice-reitoria da UFMA (acima, cópia do Diário Oficial da União desta terça-feira, 26 de novembro).

Marcos Fábio foi o terceiro colocado durante a Consulta para o cargo que agora foi nomeado, numa clara afronta à democracia e à vontade expressa por docentes, discentes e técnicos desta Instituição Federal de Ensino Superior. O fato não chega a ser uma surpresa, dado o histórico do reitor, hoje confortável aliado de um projeto autoritário cuja expressão é o governo Bolsonaro.

Em respeito à democracia e a vontade manifesta pela comunidade, repudiamos qualquer acordo que tenha sido feito à custa da autonomia desta Universidade. Repudiamos a indicação, instamos o indicado a não ceder a acordos antidemocráticos e nos colocamos em alerta para que esse tipo de ação não volte a ser rotina nesta Universidade, ainda mais num momento em que precisamos de uma posição veemente contra a ameaça à autonomia e aos destinos da UFMA, representada no projeto Future-se, ao qual, por diversas vezes, a comunidade já se manifestou contrária à adesão, vontade essa que precisa ser respeitada, tal como precisa ser respeitado, imediatamente, o integral resultado da última Consulta.

Não nos calaremos ante a esse ataque à vontade expressa por toda a comunidade. Reafirmamos, no caso da indicação para o cargo de vice-reitor, que somente respeitando a integralidade da Consulta Prévia estará resguardada a democracia e a soberania da participação de docentes, estudantes e técnicos no processo.

São Luís, 26 de novembro de 2019

Apruma – Seção Sindical