Assembleia elege representante para Comissão Eleitoral

A Assembleia Geral da Apruma que aconteceu nesta quinta-feira, 31 de outubro, com dois itens de pauta para deliberação (questão do funcionamento dos grupos de trabalho da Seção Sindical e eleição de  membro para Comissão Eleitoral) acabou por referendar o nome da professora aposentada do curso de Comunicação Social da UFMA, Joanita Mota de Ataíde, como representante da base na instância que coordenará o processo eleitoral de escolha da nova gestão para o período 2020-2022.

A Comissão Eleitoral, de acordo com disposições regimentais, é formada por três membros: um eleito em Assembleia, caso da professora Joanita; um indicado pelo Conselho de Representantes e outro, pela atual gestão. O nome da Diretoria é o da professora Ilse Gomes, do departamento de Sociologia e Antropologia. O Conselho de Representantes se reúne na segunda-feira, 4 de novembro, para indicar seu representante. A primeira reunião da Comissão Eleitoral acontece já na mesma semana, no dia 6 de novembro, de acordo com calendário aprovado durante a Assembleia.

Calendário

De acordo ainda com o Regimento da Apruma, a elaboração do calendário eleitoral é uma prerrogativa da atual gestão. Entretanto, num gesto para reforçar a legitimidade das eleições, a agenda do processo foi submetida à Assembleia Geral, que assentiu com boa parte do planejamento feito pela Diretoria, contribuindo com alterações pontuais.

Tanto o calendário montado quanto suas alterações deliberadas em assembleia guardam como objetivo contribuir para o reforço da legitimidade do pleito.

Nesse sentido, a conclusão da eleição com a posse da nova gestão ainda em dezembro deste ano foi sugerida pela Diretoria e aprovada pela base nesta quinta-feira. A intenção é a partir daí “trazer” o processo eleitoral todo para “dentro” do período letivo, possibilitando maior participação em todos os campi, evitando que etapas sejam realizadas em períodos de férias.

Com isso, a atual Diretoria faz um gesto de contribuir com esse aumento da participação, já que teria o direito de cumprir mandato até 17 de janeiro: com a posse da nova gestão em dezembro, contribui para que os processos eleitorais ocorram dentro do semestre, já que se não houvesse essa antecipação, as eleições aconteceriam novamente no período de férias, um fator de baixa participação.

Outras alterações foram sugeridas na Assembleia, postas em discussão e aprovadas pelos presentes, no sentido de aprimorar o calendário proposto pela Diretoria.

Entre elas, o aumento do tempo para inscrição de chapas, o que gerou um período de campanha um pouco menor, também aprovado na Assembleia. Dessa forma, o calendário eleitoral, a ser publicado em jornal impresso neste sábado, 2 de novembro, e posteriormente divulgado nos meios de informação da Apruma, consta com as seguintes datas de destaque:

  • período de inscrição de chapas: 11 a 21 de novembro (aprovado por unanimidade);
  • período de campanha: 25 de novembro a 15 de dezembro (aprovado com 3 abstenções);
  • eleições: 16 de dezembro (aprovado por unanimidade);
  • posse da nova gestão – foram colocadas em votação duas alternativas: posse em dezembro e posse em janeiro, com a primeira recebendo a maioria dos votos dos presentes.

Grupos de Trabalho (GTs)

Os Grupos de Trabalho são instituídos em nível nacional pelo Andes-SN e também organizados pelas seções sindicais para analisarem questões específicas, como questões de gênero, opressões de raça, de classe, questões ambientais, urbanas, agrárias etc. As conclusões dos GTs são encaminhadas para instâncias deliberativas tanto do Andes quanto de suas seções para pautar suas ações.

Na Apruma, estão ativos o GTPE (Política Educacional) e GTSSA (Seguridade Social e Aposentadoria), e já estiveram muito ativos o GTPCEGDS (Política de Classe para Questões Etnicorraciais, Gênero e Diversidade Sexual) e GTPAUA (Política Agrária, Urbana e Ambiental), com este último inclusive tendo realizado encontros nacionais do GT do Andes, com apoio da Apruma, em São Luís.

Segundo explicou a professora Sirliane Paiva, presidente da Apruma,a atual gestão, que está com seus membros tendo assumido diversos cargos no sindicato, não pôde seguir coordenando os trabalhos do GTPAUA e do GTPCEGDS, mas consultou o Andes sobre a possibilidade de que outros docentes que não fazem parte da Diretoria possam coordenar os trabalhos, havendo inclusive intenção de continuidade dessas atividades por quem compunha os grupos.

O Sindicato Nacional assentiu, e agora a Apruma aguarda a manifestação dos interessados para que enviem lista de membros (outros podem aderir aos grupos ou durante a retomada dos trabalhos ou posteriormente) para que haja o devido registro dos GTs, tanto na secretaria da Apruma quanto no Andes-SN. As listas podem ser encaminhadas ao e-mail da Secretaria da Apruma.

Ainda durante a Assembleia, foram dados informes sobre diversas atividades que acontecerão pelos próximos dias, de interesse dos docentes. As programações serão devidamente informadas no site da Apruma: acompanhe!