Exposição Tortura Nunca Mais segue em cartaz no Solar Cultural da Terra Maria Firmina dos Reis

A exposição Tortura Nunca Mais, promovida pela Apruma e lançada durante o debate sobre o tema, realizado pelo Sindicato no mês de abril (confira AQUI), está em cartaz no Solar Cultural da Terra Maria Firmina dos Reis, localizado na rua Rio Branco, centro da capital maranhense (o casarão do Solar Cultural fica atrás da Caixa Econômica Federal da Praça Deodoro).

A exposição abriga imagens de momentos dramáticos do regime civil-militar que sangrou a democracia brasileira por mais de duas décadas, trazendo cenas e personagens icônicas dessa que é também uma história de resistência do povo brasileiro: nela, pode-se ver um pouco da vida de Maria Aragão, do assassinato do estudante Edson Luís, que desencadeou forte resistência da sociedade ao regime, entre outros fatos e figuras históricas.

Após centenas de pessoas acompanharem a mostra durante o debate na UFMA, outras centenas já prestigiaram essa que é também uma atividade de formação, que fortalece, neste momento delicado da política nacional, o alerta sobre regimes ditatoriais: “para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça”. A exposição tem curadoria da Relações Públicas Tamires de Jesus Moraes.

A mostra está à disposição do público de terça a sábado, das 9h às 19h. Além dela, o espaço abriga a livrara popular Balaios, com centenas de títulos à disposição, realiza debates e eventos de formação política para a classe trabalhadora, e conta com o Armazém do Campo, com produtos orgânicos da agricultura familiar e de assentamentos do MST. Às terças-feiras, acontece o Sarau da Encantaria, reunindo músicos, poetas e outros e outras artistas no Café localizado no Terraço do Solar, cuja programação começa a partir do por-do-sol.

Confira nas imagens alguns momentos da exposição Tortura Nunca Mais (e um pouco dos demais espaços do Solar Cultural da Terra).