Apruma acompanha situação de docentes expostos em rede

Professores da UFMA Campus Bacabal tiveram suas fotografias publicadas na Internet sem autorização, sob a acusação de “doutrinação” em razão de participarem da organização da Semana de História, Letras e Educação, que acontece de 8 a 11 de maio no Campus III da UFMA (Bacabal).

Na postagem, o perfil que publicou a fotografia dos professores em, redes sociais escreveu ainda: “Livre de qualquer doutrinação. Universidade Federal MArxista??”.

Na verdade, a Semana de História, Letras e Educação que acontecerá no Campus Bacabal, abordará “Os 55 anos do golpe civil-militar de 1964”.

A postagem, publicada por uma pessoa que se identifica como professor de Inglês na cidade de Bacabal, foi posteriormente apagada.

A Apruma entrou em contato com os professores afetados, e já comunicou o ocorrido à sua Assessoria Jurídica, que aguarda mais informações sobre o caso.

A Seção Sindical reafirma sua disponibilidade e apoio para quaisquer outras medidas que os docentes vierem a necessitar, sempre no sentido de resguardar suas integridades e o livre desenvolvimento de suas atividades, bem como o direito constitucional de liberdade de cátedra.