2 de maio: 22 anos sem Paulo Freire. Confira a Homenagem da Apruma e Sinasefe Monte Castelo

Dois dos sindicatos da Educação Pública no Maranhão, Apruma (docentes da UFMA) e Sinasefe Monte Castelo (docentes e técnicos do IFMA) uniram-se nesta quinta-feira, 2 de maio, para lembrar os 22 anos de morte do Patrono da Educação Brasileira, o pernambucano Paulo Freire, intelectual brasileiro de maior renome internacional, militante da Educação com Reflexão, Crítica, Popular e Emancipatória.

Entre as peças produzidas, constam cards que estão sendo divulgados em sites e redes sociais e que podem ser compartilhados por todos, para que haja uma maior consciência sobre quem foi o pensador, qual o seu legado e o que ele representa para a Educação. A circulação destas informações torna-se fundamental num momento em que Bolsonaro e seus ideólogos promovem uma perseguição sem medida a tudo o que ele representa.

Além das peças virtuais, também foi produzida uma peça de rádio, veiculada nesta quinta, 2, na Rádio Universidade FM de São Luís, cujo teor é o seguinte:

DOIS DE MAIO, 22 ANOS DA MORTE DE PAULO FREIRE

PAULO FREIRE FOI UM EDUCADOR BRASILEIRO, PEDAGOGO E FILÓSOFO CONSIDERADO UM DOS PENSADORES MAIS NOTÁVEIS DA PEDAGOGIA MUNDIAL.

É O PATRONO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.

DESTACOU-SE POR SEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO POPULAR: SEU LIVRO A PEDAGOGIA DO OPRIMIDO É A TERCEIRA OBRA MAIS CITADA NAS CIÊNCIAS HUMANAS NO MUNDO.

É O BRASILEIRO MAIS HOMENAGEADO DA HISTÓRIA, ALÉM DE TER SEU NOME EM ESCOLAS E UNIVERSIDADES.

NA UFMA, UM DOS PRINCIPAIS CENTROS DE ENSINO É O CENTRO PEDAGÓGICO PAULO FREIRE.

PAULO FREIRE, PRESENTE HOJE E SEMPRE!

HOMENAGEM DA APRUMA SEÇÃO SINDICAL E DO SINASEFE MONTE CASTELO