Apruma ratifica orientação para que docentes não repassem dados sigilosos por telefone

A Apruma mantém o alerta já dado outras vezes para que seus filiados não repassem dados sigilosos por telefone ou e-mail.

Docentes que são parte em ações judiciais movidas pela Assessoria Jurídica da Apruma têm sido procurados para que “confirmem dados e assim sejam liberados recursos a que teriam direito em razão dessas ações”. Os golpistas chegam a citar processos específicos, como o relativo aos 3,17%, cujos recursos ainda estão sendo apreciados nos tribunais (e, portanto, ainda não estão sendo pagos).

Nem a Apruma, nem a Assessoria Jurídica solicitam confirmação de dados sigilosos dos filiados por esses meios, muito menos sob essa justificativa.

Alerta sobre outros golpes

Recentemente, a Universidade Federal do Maranhão também emitiu orientação, voltada de modo mais específico aos aposentados e aposentadas, para que não repassem seus dados, “recomendando não fornecer ou confirmar dados cadastrais a terceiros em nome da UFMA”.

Segundo a Administração da Universidade, aposentados e beneficiários de pensão estão sendo procurados nesse sentido, com os golpistas solicitando dados para que seja realizado pagamento em nome da UFMA: “Comunicamos que se trata de NOTÍCIA FALSA, utilizada por terceiros mediante fraude, para obter dados pessoais e praticar golpes financeiros”, comunica a Universidade, que completa: “A Pro-Reitoria de Recursos Humanos, via Departamento Pessoal/UFMA, não utiliza telefone para confirmação/mudança de dados cadastrais de servidores e beneficiários de pensão”.

Também a Assessoria Jurídica da Apruma já alertou que estelionatários tentam obter dados de seus representados através de “ligações exigindo o depósito de valores como condição para levantamento de créditos obtidos por meio de demandas judiciais”. A orientação nesse caso é não realizar qualquer depósito e procurar o Escritório de Advocacia.

A Apruma também se coloca à disposição de todos os seus filiados/as, em sua Sede Administrativa, para dirimir quaisquer dúvidas em relação a estas orientações, bem como para receber informações sobre quaisquer usos indevidos de seu nome, para que sejam tomadas as medidas cabíveis.