Apruma: Em defesa liberdade de Cátedra, do livre pensamento, pela democracia e contra os ataques à atividade docente

APRUMA – NOTA: Em defesa da liberdade de Cátedra e do livre pensamento, pela democracia e contra os ataques à atividade docente

Nestes tempos de avanço do neofascismo, professoras e professores têm se tornado alvo de grupos que se colocam contra a liberdade de cátedra e contra o pensamento crítico. Logo após o anúncio da vitória do candidato do PSL à presidência da República, o ataque fascista à educação e aos professores foi expresso na postagem de uma Deputada Estadual do PSL em Santa Catarina, que incitou alunos a denunciarem professores considerados “doutrinadores”, ao afirmar: “filme ou grave todas as manifestações político-partidárias ou ideológicas”.

A APRUMA repudia toda e qualquer tentativa de impor a lei da mordaça na educação, e conclama todos os docentes a não se intimidarem com as ameaças. O artigo 206 da Constituição Federal garante: “(…) a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber” e o “pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas (…).

Nesse sentido, a APRUMA orienta aos professores da UFMA, FILIADOS OU NÃO a essa Seção Sindical, diante de qualquer ação de intimidação ou agressão aos princípios da liberdade de cátedra e ao desenvolvimento de suas atividades regulares, que procurem imediatamente o nosso Sindicato para juntos tomarmos providências.

Do ponto de vista jurídico, a APRUMA coloca sua assessoria a disposição de todos os professores que se sentirem ameaçados pela ação autoritária dos grupos fascistas. Estamos diariamente em nossa Sede Administrativa, no Campus Bacanga, ou através do telefone 98 9 8844 0401; do ponto de vista político, estamos articulando, organizando e engrossando diversas ações de resistência a atitudes fascistas.

Consideramos que nesse momento a resistência política às intimidações do movimento fascista deve se pautar na unidade da comunidade universitária para não permitir que a Universidade perca o princípio fundante de sua criação, que é a garantia do desenvolvimento do pensamento crítico.

NÃO AO FASCISMO!

EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA!

EM DEFESA DA UNIVERSIDADE!

São Luís, 30 de outubro de 2018

 

APRUMA SEÇÃO SINDICAL DO ANDES-SN