#elenao: atos contra o fascismo e seu representante nas eleições esta semana

Durante a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados em 2016, o deputado Jair Bolsonaro dedicou seu voto ao coronel Brilhante Ustra, em suas palavras, “terror da Dilma”.

Ustra, já falecido, vem a ser torturador do regime militar, assim reconhecido pela justiça. Isso já seria motivo para abrir investigação e punição exemplar do político que, em vez disso, segue no pleito presidencial como primeiro colocado. Durante a campanha, novas citações ao torturador pelo deputado vêm sendo feitas em entrevistas dadas por este último nos meios de comunicação.

A verborragia do deputado, ao contrário, tem atraído uma horda de “fãs”, representados pela apologia a tortura, à misoginia, homofobia, criminalização da pobreza, disseminação do ódio, enfim, a um caldo anticivilizatório que fere qualquer proposta minimamente democrática, ataca direitos, oprime minorias, prega fuzilamento de adversários, com largo uso de mentiras (modernosamente chamadas de fakenews) para se manter em evidência e atrair mais seguidores.

Mulheres na linha de frente da resistência

É imperativo para as forças do campo progressista atenderem ao chamado das mulheres, que se posicionaram na linha de frente da resistência ao avanço do representante do atraso, através da propagação em rede das palavras de ordem #elenao #elenunca.

Para esta quinta-feira, 27, está programado para, a partir das 11h, na Área de Vivência do Campus do Bacanga, um ato das mulheres da comunidade universitária contra Bolsonaro. A Apruma, mantendo sua tradição de luta pela emancipação humana contrária a todo tipo de ditadura, apoia a atividade e reforça o chamado à participação.

No sábado, 29, mulheres de todo o país e em diversas partes do mundo chamam para atos com o mesmo objetivo. Em São Luís, a atividade acontece a partir das 15h, com concentração na Praça Maria Aragão. Em Imperatriz, a concentração será às 16h30 na Praça de Fátima. Em Pinheiro, a atividade será pela manhã, a partir das 16h, com concentração na Praça São José. Na cidade de Bacabal, o ato será no dia seguinte, domingo (30), com concentração às 8h no Mercado da Rodoviária, em frente ao Correão. A indicação é que as pessoas vistam camisetas brancas simbolizando a paz.

A Apruma participará das atividades e convoca toda sua base para estar presente às atividades desses dias históricos das lutas e resistências contra ideais fascistas. Todos e todas lá! #elenão! #elenunca!