Palestra, exposição fotográfica, homenagens e atividade cultural marcam lançamento da programação dos 40 anos da Apruma

Nesta segunda-feira, 24 de setembro, a partir das 18h, acontece, no Palácio Cristo Rei, sede da Reitoria da UFMA, na Praça Gonçalves Dias, Centro de São Luís, a cerimônia de lançamento da programação dos 40 anos de fundação da Apruma Seção Sindical.

Todos os docentes da Universidade estão convidados, além de representantes de outros sindicatos e movimentos sociais e da CSP Conlutas, central a qual a Apruma e o Andes são filiados.

O evento contará com a palestra “40 Anos de lutas e conquistas do movimento docente”, ministrada pela professora Franci Cardoso, segunda mulher a presidir a Apruma, no biênio 1995/1997 (ela retornou à presidência no início dos anos 2000), e pelos professores Agostinho Ramalho Marques Neto (presidente entre 1981/1983) e Antonio Gonçalves, atual presidente do Andes Sindicato Nacional e também por duas vezes presidente da Apruma.

Homenagens

Durante a cerimônia também serão homenageados, entre outras personalidades, os professores e professoras que estiveram à frente do movimento docente desde a constituição da Apruma como associação (posteriormente transformada em seção Sindical do Andes Sindicato Nacional), em especial, aqueles que participaram, no dia 1º de dezembro de 1978, “Na sala 10 do Bloco E do Campus Universitário do Bacanga”, da fundação da entidade. Diversos deles participam, até hoje, das atividades da Apruma.

Exposição

No local do evento haverá quadro com todas as gestões que compuseram a direção da Apruma até o momento. Na Sede Administrativa da entidade, poderá ser vista, a partir do dia 25, uma placa que também as homenageia.

Haverá ainda o lançamento da exposição itinerante “40 anos de lutas e conquistas” que, depois da cerimônia no Palácio Cristo Rei, deverá ser levada aos centros e campi da universidade, junto com o desenrolar da programação, que culminará com a festa de confraternização dos docentes em dezembro deste ano, como explica a professora Sirliane Paiva, presidente da Apruma.

A exposição mostrará momentos marcantes da história de luta dos professores e das professoras da Universidade, como a greve de fome feita em 1998 em defesa das universidades federais.

A cerimônia será encerrada com coquetel de confraternização e a apresentação do Instrumental Pixinguinha, tradicional grupo de choro maranhense. A ocasião servirá ainda para lançar a edição número 3 da publicação Apruma Informa.

Num momento em que os ataques contra os trabalhadores se acentuam, é importante pontuar essa História de Luta, marcada pela defesa da democracia e da Educação Publica, Gratuita, Laica e de Qualidade. Vida longa à Apruma!

Em virtude dos preparativos do encontro dos docentes para celebrarem seu sindicato, o atendimento na Sede Administrativa da Apruma estará suspenso nesta segunda-feira, 24, retornando normalmente na terça-feira, dia 25. Nesse intervalo, quaisquer demandas podem ser repassadas pelo telefone da Apruma 98 9 8844 0401.