63º Conad: confira Carta de Fortaleza

O 63º Conad/Andes-SN, encerrado no último domingo na cidade de Fortaleza/CE, contou com a presença da caravana da Apruma, como deliberado em Assembleia, que esteve na capital cearense para acompanhar a posse da nova diretoria do Sindicato Nacional (veja nas imagens abaixo, enviadas pelos membros da caravana).

Além de dar posse aos novos representantes, o 63º Conad atualizou o plano de lutas do Sindicato Nacional, debatendo seu posicionamento em relação a temas como a resistência frente às contrarreformas, a defesa da Educação pública, da democracia, a luta contra o uso dos agrotóxicos, a defesa dos direitos sexuais reprodutivos das mulheres, da aposentadoria dos trabalhadores, da saúde pública, a manutenção da luta contra a Ebserh, o apoio aos migrantes, às lutas pelo direito à cidade, a defesa das cotas, entre outros (veja aqui e aqui).

Publicações

O 63º Conad também aprovou as contas do Andes-SN do exercício de 2017, a previsão orçamentária para 2019 e a prestação de contas do 37º Congresso do ANDES-SN.

Também foi feito o lançamento de publicações do Sindicato Nacional, como a Cartilha Crise de Financiamento das Universidades Federais e da Ciência e Tecnologia, além da edição especial da revista Universidade e Sociedade, com o tema Dialética da Resistência e também do número 62 da publicação, cuja temática central é Do Luto à Luta.

Foi aprovada ainda a constituição de nova Seção Sindical, a Associação dos Professores e Professoras do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (Sindoif – Seção Sindical do ANDES-SN), e eleitos ainda novos membros para a Comissão da Verdade do Andes-SN.

Foi deliberado ainda que a 64ª edição do Conad, que acontecerá ano que vem, será realizada na Capital Federal. O evento será sediado pela Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb – Seção Sindical do ANDES-SN), ressaltando a importância demarcar a defesa da Universidade criada por Darci Ribeiro contra o desmonte que vem sendo promovido pelo governo.

Ao final, foi feita a leitura da Carta de Fortaleza, relato histórico do 63º Conad: confira, na íntegra, no link: Circ186-18.

Veja também: