Assembleia Geral delibera sobre Sede Náutica e elege representantes para 63º Conad do Andes

A Assembleia Geral realizada pela Apruma na terça-feira, 5 de junho,  no Campus do Bacanga, aprofundou as discussões sobre o que fazer a respeito da Sede Náutica, além de ter escolhido os/as representantes para o 63º Conad/Andes, que acontece de 28 de junho a 1º de julho, em Fortaleza.

Sede Náutica

Como ponto de pauta da Assembleia, a deliberação sobre a devolução da Sede Náutica à Administração Superior gerou debates acalorados por quase duas horas entre os docentes que defendiam a manutenção do espaço, dado o histórico e o peso simbólico de sua conquista para professores e professoras da Universidade Federal do Maranhão, e os que advogavam sua devolução, sob a justificativa dos altos gastos para a manutenção do espaço, que está carecendo de reparos estruturais para que possa voltar a ser utilizado.

A diretoria deu informes sobre a reunião que teve com a Administração Superior no dia 22 de maio, no qual o assunto foi abordado. Naquela ocasião, foi mais uma vez questionada a propriedade (legal) da área, tema que a Reitoria comprometeu-se a dar retorno até o último dia 4 de junho, o que não aconteceu.

O professor Vilemar Silva lembrou as várias “experiências frustrantes” para fazer a Sede Náutica funcionar a contento. O professor Saulo Pinto, que igualmente advogou a entrega da área, destacou que a Apruma vem mantendo um espaço que está com “problemas estruturais, que se agravam a cada obra que o Governo do Estado faz na Barragem, danificando ainda mais o terreno e causando uma situação de insegurança total”, segundo ele.

Já a professora Silvana Araújo lembrou o “histórico e a tradição de luta da Sede Náutica”, destacando também que é preciso que se assegure a propriedade da Seção Sindical sobre a área. O professor Fernando Dias foi enfático: “Não se devolve terreno”.

Ao final das discussões, por ampla maioria (11 a 6 e uma abstenção), decidiu-se pela não devolução da área. A Assembleia também determinou que novos fóruns de deliberação devem ser realizados para tratar da recuperação da Sede Náutica, de acordo com diversas propostas já apresentadas, sem deixar de levar em consideração a situação financeira da entidade.

Caravana para o 63º Conad

A Mesa apresentou à Assembleia o convite feito aos docentes, via e-mail, para compor caravana à abertura do 63º Conad, dia 28, em Fortaleza, ocasião em que será dada posse à nova diretoria do Andes-SN. A Assembleia Geral aprovou, também por ampla maioria, a participação da caravana, que se deslocará, de ônibus, à capital cearense.

Além da caravana, foi aprovada, por unanimidade, a indicação da diretoria para que a presidente da Apruma, professora Sirliane Paiva, represente a Seção Sindical como delegada ao Conad, e também os nomes da professora Célia Martins e do professor Saulo Pinto como observadores.

Controle do trabalho acadêmico

A Assembleia considerou ainda, pelo adiantado, da hora e pela relevância do tema, que novo fórum deve ser convocado para tratar das deliberações da UFMA sobre controle do trabalho acadêmico, e que constava como terceiro ponto de pauta.