Ocorrência fatal no Campus do Bacanga: entidades assinam Nota de Solidariedade e cobram – mais uma vez – melhorias no transporte coletivo

Veja a NOTA DE SOLIDARIEDADE À FAMÍLIA DE MARIA BENEDITA SANCHES MACEDO E EM DEFESA DO TRANSPORTE PÚBLICO E DE QUALIDADE:

Todos os dias milhares de pessoas se deslocam para ter acesso à universidade. É através dos ônibus da empresa RATRANS e TAGUATUR que os estudantes e comunidade se deslocam diariamente para assistir às aulas, participar de projetos e eventos, praticar esportes ou simplesmente transitar dentro de um espaço público. Apesar do transporte existir, ele apresenta uma série de irregularidades que dificultam a oferta de serviço com qualidade.

A Universidade Federal do Maranhão possui 18.864 estudantes apenas em São Luís e, segundo os dados da Pro-Reitoria de Assistência Estudantil, aproximadamente dois terços, cerca de 12.000 estudantes, utilizam o transporte coletivo de São Luís. Atualmente, a empresa RATRANS e a empresa TAGUATUR fazem parte do Consórcio Central. Com um transporte sucateado, há anos estudantes são transportados em verdadeiras “latas de sardinha”, principalmente em horários de pico (7h-8:30h/13h-14:30h), superlotando ônibus de validades e qualidades duvidosas. É comum denúncias de assalto dentro das linhas do Campus. Não há segurança nesse deslocamento e os estudantes são submetidos a situações de extremo perigo. Sem falar na verdadeira lenda chamada Campus/Deodoro – 305 que não tem efetividade no seu objetivo.

Infelizmente, na manhã de hoje – 17/05/2018 – Maria Benedita Sanches Macedo, uma senhora de 71 anos, utilizadora frequente das linhas de ônibus urbano teve um fim trágico. Durante uma curva em frente ao prédio de Odontologia ela caiu de dentro do ônibus e foi atropelada pelo mesmo. Hoje Maria foi vítima de uma série de problemáticas que todos os 12.000 estudantes passam diariamente. Quantos de nós precisarão morrer para termos respeito e dignidade? Quando teremos uma resposta concreta de tudo o que sofremos? Maria foi vítima de um sistema de transporte que nos massacra e humilha. Prestamos solidariedade a família de Maria Benedita e lutamos para que não ajam mais Marias através um ato concentrado na Vivência, a partir de 12h. Queremos respostas.

Assinam a nota

Chapa Guarnicê para além dos muros

União Estadual dos Estudantes Livre

União da Juventude Socialista

União Brasileira de Mulheres

União Nacional dos Estudantes

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas

Coletivo Para Todos

Centro Acadêmico Engenharia Química

Centro acadêmico Antônio Rafael – CAMAR

Centro Acadêmico de Geografia – UFMA

Centro Acadêmico de Enfermagem – UFMA

Conselho Municipal da Condição Feminina

PTB Mulher

Centro Acadêmico de Educação Física – UFMA

A A A EQ Smaga

Centro Acadêmico de Administração – UFMA

SMDH – Sociedade Maranhense de Direitos humanos

APRUMA – Seção Sindical

Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente da Universidade Federal do Maranhão (GEDMMA/UFMA)

Pastoral da Juventude de São Luís