Reunião Plenária delibera bloco das centrais contra a reforma da Previdência, mobilização no aeroporto e outras ações

A plenária Sindical e Popular ocorrida no último dia 30 (terça-feira) no Sindicato dos Bancários do Maranhão aprovou calendário de lutas contra a reforma da Previdência, cuja votação está anunciada para ocorrer ainda este mês de fevereiro, com Temer entregando listas de deputados para o mercado escancarando a compra de votos e participando de programas de auditório na TV numa tentativa desesperada para convencer os trabalhadores a abrir mão de seus direitos.

Nesse cenário, a luta não dará trégua nem no carnaval. Muito ao contrário: nesta segunda-feira, dia 5, haverá o “bloco das centrais”, que pretende aliar a folia momesca à indignação contra mais esse ataque. A concentração será às 15h30 na Praça João Lisboa, centro de São Luís, de onde sairá em cortejo. A charanga para derrubar a reforma convida a todos a levarem energia, fantasias e disposição.

Antes mesmo deste protesto, a militância pretende novamente ocupar o Aeroporto de São Luís, na meia-noite de sábado para domingo, a fim de mais uma vez dar o recado aos deputados: “se votar (pela reforma), não volta.

Na quarta-feira, dia 7, a mobilização será logo cedo, às 8h, em frente à Agência do INSS no bairro da Alemanha. Ao final da tarde, haverá reunião para planejar as mobilizações dos dias 19 e 20 de fevereiro, quando está prevista a votação da PEC 287.

Fonasefe e Fonacate reúnem-se este final de semana

Reunião conjunta do Fórum Nacional das Entidades do Serviço Público Federal e do Fórum das Carreiras Típicas de Estado acontece este final de semana em Brasília, no sábado e no domingo (dias 3 e 4). Na ocasião, as entidades dos servidores federais deverão discutir a pauta de reivindicações das categorias para 2018, bem como definir um calendário de lutas contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16 – contrarreforma da Previdência –, e demais ataques desferidos pelo governo federal, com destaque para as mobilizações dos dias 19 e 20 de fevereiro. O indicativo saído deste encontro será amplamente divulgado para que todos participem das ações.

Centrais reafirmam luta contra a PEC 287

Na última quarta-feira, 31, as centrais sindicais reuniram-se em São Paulo, ocasião em que foi reafirmada a luta pela derrubada da PEC da Previdência, que ataca as aposentadorias dos setores público e privado.

Na ocasião, foi emitido comunicado assinado conjuntamente por CUT, Força Sindical, CSB, CTB, Nova Central, UGT e Intersindical repudiando a campanha enganosa promovida pelo governo para ganhar adesões à reforma. A CSP-Conlutas não foi convidada para o encontro, mas já afirmou considerar ser o momento de reforçar todas as mobilizações contra esse ataque, participar das ações de forma unificada e preparar nova greve geral contra a reforma da Previdência. Confira o documento:

Jornada Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência

Em reunião manhã desta quarta-feira (31), as centrais sindicais (CSB, CTB, CUT, Força Sindical, Nova Central, UGT, Intersindical) aprovaram a realização de uma Jornada Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência.

Na oportunidade, as centrais repudiaram a campanha enganosa do governo Michel Temer para aprovar a Reforma da Previdência. E orientam para o próximo dia 19 de fevereiro um Dia Nacional de Luta.

Com a palavra de ordem “Se botar pra votar, o Brasil vai parar”, as centrais orientam suas bases a entrarem em estado de alerta e mobilização nacional imediata, com a realização de assembleias, plenárias regionais e estaduais, panfletagens, blitz nos aeroportos, pressão nas bases dos parlamentares e reforçar a pressão no Congresso Nacional.

As centrais sindicais conclamam suas bases a reforçar o trabalho de comunicação e esclarecimento sobre os graves impactos da “reforma” na vida dos trabalhadores e trabalhadoras.
A unidade, resistência e luta serão fundamentais para barrarmos mais esse retrocesso.

CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros
CUT – Central Única dos Trabalhadores
Força Sindical
NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores
UGT – União Geral dos Trabalhadores
Intersindical – Central da Classe Trabalhadora

 

Agenda:

0h do dia 4: mobilização no aeroporto de S.Luís

15h30 dia 5: bloco das centrais contra a reforma da Previdência na Praça João Lisboa

dia 7: 8h – ato em frente ao INSS da Alemanha e 18h30 – Plenária organizativa das ações dos dias 19 e 20