Reitoria recebe representantes da Apruma para tratar de demandas dos docentes

Na segunda-feira, 6, aconteceu reunião entre os diretores da Apruma, professores Claudio Mendonça, Francisca Taveira e Saulo Pinto, e a reitora da UFMA, professora Nair Portela, acompanhada do pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da Universidade, professor Allan Kardec.

Na ocasião, foram tratados, entre outros assuntos, a consulta para a reformulação da resolução sobre Planejamento Acadêmico.

A Apruma já havia sido atendida na questão da extensão do prazo para a consulta, assunto que inclusive já fora tratado em Assembleia Geral e reunião do Conselho de Representantes da Seção Sindical.

Inicialmente previsto para se encerrar esta semana, o prazo segue agora até o final do mês. Entretanto, a publicidade sobre esse processo é considerada baixa, tendo chegado ao nível das chefias de departamento da Universidade mas deixando de fora a maioria dos professores.

A Solicitação da Seção Sindical foi no sentido de ampliar essa divulgação, estimulando à participação. Foi solicitado que seja dada maior publicidade no site da UFMA e utilizadas ferramentas como o SIGAA. A Administração afirmou que iria proceder a uma maior divulgação da consulta.

Vale lembrar que um dos pontos criticados por boa parte dos professores diz respeito à baixa carga horária de atividades docentes para quem ocupa cargo na gestão, algo que se procurou corrigir com a reformulação da Resolução de progressão, mas que agora “migrou” para a proposta de resolução de planejamento.

Quanto à resolução de progressão, também foi questionado que depois de sua aprovação ela ainda não foi publicada. A Administração informou que isso está sendo providenciado.

Sede Náutica

Outro ponto discutido em Assembleia e levado para a reunião com a Administração Superior diz respeito à Sede Náutica. A Apruma, através da Comissão formada para estudar a viabilidade da manutenção das atividades na área, procura saber sobre a situação jurídica do terreno. Isso foi levado à reitora durante este encontro.

Ela afirmou que a Universidade vem fazendo um levantamento da situação de seu patrimônio, e esse levantamento deverá responder à questão. A Apruma vai seguir na análise do que fazer a partir dessa informação.

Outro ponto, esse mais urgente, diz respeito à erosão que toma parte do terreno próximo à barragem e que pode vir a afetar a estrutura. A responsabilidade sobre a contenção é do governo estadual. A Apruma procurou saber se a Administração pode intervir para que algo seja feito em relação a isso. Houve concordância sobre essa questão, que deverá ser levada pela reitoria aos responsáveis.

Outras demandas apresentadas também foram respondidas, como o pedido de providências em relação à questão envolvendo professor que fora constrangido pela Segurança de acessar dependências da Universidade. A Administração disse estar acompanhando o problema, e a Apruma continuará a averiguar a situação em apoio ao docente.