Docentes participam de atos em defesa do Serviço Público e chamam para Greve Geral

Seguindo deliberações da Assembleia Geral da Apruma realizada na quinta-feira, 26, docentes participaram do Ato em Defesa do Serviço Público, que se concentrou na parte da manhã da última sexta-feira, 27, em frente ao Ministério da Fazenda e, partindo em caminhada à Praça Deodoro, parou o centro da cidade naquele período. A Assembleia Geral também deliberou fortalecer os atos do próximo dia 10 de novembro e construir, nessa data, uma nova greve geral no país (veja mais sobre a Assembleia ao longo da semana no site da Apruma).

Solidariedade de classe durante o Ato em Defesa do Serviço Público:

Rodoviários aderiram aos protestos dos servidores em razão de atrasos de salários e benefícios, e anunciaram que podem deflagrar greve por tempo indeterminado caso a situação não se resolva. Com isso, o transporte público ficou parado durante a manhã da sexta-feira.

Convocação
Docentes e técnicos do IFMA e da UFMA, além de outras categorias do serviço público chamaram toda a população para a realização de mais uma GREVE GERAL no próximo dia 10 de novembro, contra as reformas trabalhista e previdenciária, a terceirização e a retirada de direitos dos trabalhadores dos setores público e privado. Veja na fala do professor Claudio Mendonça, diretor de Relações Sindicais da Apruma:

Saulo Arcangeli, da CSP-Conlutas, central a qual o Andes-SN e a Apruma são filiados, ressaltou a importância da participação nas atividades:

Veja parte da caminhada dos servidores pelo Centro de São Luís:

Preparação:

Nesta terça-feira, 31/10, haverá Plenária dos sindicatos e centrais sindicais e movimentos sociais e da juventude às 18h30 no Sindicato dos Bancários do Maranhão (rua do Sol, Centro São Luís) para organizar as atividades do dia da greve: todos podem e  devem participar desse planejamento para realizar uma grande atividade nessa data!

Também seguindo orientação da Diretoria da Apruma referenda na Assembleia, logo nesta segunda-feira acontece reunião da Seção Sindical com o Sintema (técnicos da Universidade) e DCE/UFMA para fortalecer a chamada para o dia 10 na comunidade universitária. Como houve na greve geral do dia 28 de abril, os docentes do campi do continente também devem ajudar a construir juntamente com outros movimentos as atividades do próximo dia 10: a intenção é fazer dessa uma greve geral ainda maior.