62º CONAD do ANDES: Todo apoio aos indígenas e quilombolas do Maranhão!

Além do apoio à Comunidade Cajueiro e à Reserva Extrativista do Tauá-Mirim contra o projeto de porto da WTorre (veja aqui), o 62º Conad, que o Andes-SN realizou em julho em Niteroi, aprovou moção de apoio às comunidades indígenas e quilombolas do Maranhão contra o extermínio a que estão submetidas, com o silêncio cúmplice dos governos. Confira, a seguir, a Nota emitida por ocasião do CONAD.

Em tempo: a titulação de terras de quilombos no Brasil está em sério risco: agora em agosto, o Supremo Tribunal Federal julga ação direta de inconstitucionalidade impetrada pelo DEM (partido Democratas), que, se lograr êxito, pode anular TODAS as titulações. Contribua e posicione-se a favor dos quilombolas clicando AQUI.

Moção de Solidariedade

A(o)s delegada(o)s ao 62º Conad do Andes-SN, realizado em Niterói (RJ), no período de 13 a 16 de julho de 2017, manifestam solidariedade e apoio às lutas das dezenas de comunidades indígenas e quilombolas do Maranhão, as quais resistem ao avanço do latifúndio e dos grandes empreendimentos em suas terras.

Nos últimos anos, várias lideranças foram assassinadas ou feridas. Atualmente, há muitas sendo ameaçadas, a exemplo das lideranças dos Gamelas. Sabemos que essas perseguições contam com a conivência ou a omissão dos governos, em diversos níveis. Portanto, manifestamos solidariedade aos lutadores ameaçados e apoio incondicional às lutas dos seus povos.

Niterói (RJ), 16 de julho de 2017